1980-capa-casamento-lady-diana-historia-vestido-de-noiva

Como os vestidos de casamento evoluíram no tempo

Hoje, você vai descobrir como os vestidos de casamento evoluíram no tempo. Foram tantas musas inspiradoras, tantos acontecimentos históricos e tantas inovações criativas desde 1900 que influenciaram a moda e o casamento, que é preciso organizar as coisas em ordem cronológica para se ter uma boa compreensão de como os vestidos se transformaram com o tempo.

poesie-anel-noivado

Atualmente, o mercado de vestido de noiva apresenta diversas opções de vestidos, que estão disponíveis graças à grande variedade de modelos presentes na história da moda. Cada década acrescentou uma referência nova, e isto tornou os vestidos de noiva cada vez mais ricos. É muito interessante ter acesso a como o vestidos de casamento evoluíram no tempo antes de decidir o modelo dos seus sonhos.

Anos 1900

A moda dos anos 1900 é marcada com o uso do corset em S. Ele era utilizado para desenhar a silhueta, mas principalmente o estômago. Babados eram muito utilizados, principalmente para acentuar a parte do corpete. Mangas bufantes estavam presentes até a região do antebraço. O visual era muito recatado, não deixando quase nenhuma parte do corpo à mostra. Era frequente o uso de golas altas cobrindo a região do pescoço, luvas longas e chapéus com véus. Os véus passavam de geração em geração.

Nesta época, a rainha Victoria era a referência de moda. Seu casamento com o Principe Albert marcou a década. Graças a ela, a tradição de se casar com um vestido de noiva branco se expandiu mundialmente. Na época, as noivas utilizavam vestidos azuis, rosa claro ou rosa antigo. Seu anel de noivado com uma serpente com cabeça de esmeralda também marcou a história da joalheria, influenciando diversos joalheiros na época.

1900-historia-dos-vestidos-de-casamento-ao-longo-do-tempo

Koele wedding

Anos 1910

Nos anos 10, a silhueta da moda era a silhueta império, delimitada a partir de um vestido com corpete justo terminando logo abaixo do busto. A ideia era alongar a silhueta, deixando a mulher mais alta, fazendo a mudança da linha da cintura. A cintura era alta, sendo que o vestido possuía menos camadas de saias do que em 1900. Os braços passam a aparecer mais. A novidade da década é o uso de mangas curtas ou até o cotovelo.

Os vestidos rendados são acompanhados de véus que nascem de um acessório de cabeça com detalhes florais e rendados. As joias art nouveu influenciam esta década com seu visual floral e colorido abordando temas da natureza com muita cor e feminilidade.

O fim da era eduardiana é marcado com a história e com a moda. Nessa época, os carros se tornaram mais acessíveis e muitas pessoas podiam viajar longas distâncias para festas de casamento. A tendência de casamento fora da cidade surgiu e muitos casamentos no campo começaram a ser tornar comuns, o que um sonho para muitos noivos.

1910-noiva-vintage-vestido-de-casamento-antigo

Pinimg

Anos 1920

Nos anos 20, os vestidos tornaram-se curtos, abaixo do joelho, e a silhueta da época se torna mais estreita com cortes de roupas mais confortáveis. A cintura é baixa, localizada abaixo da linha do quadril, pois tinha a intenção de não marcar a silhueta. Uma época de silhueta retangular e menos curvilínea. A dança Jazz americana pedia roupas mais soltas.

A mudança na modelagem não interferiu no detalhamento dos vestidos, sendo que detalhes bordados aparecem com frequência na bainha dos vestidos, formando desenhos. O decote V, mostrando o colo, muitas vezes vem acompanhado de colares de pérolas. Mangas compridas voltam a ser comuns. A arquitetura da época era art decó que, com seus traços geometrizados, influenciou muito as outras artes.

A sociedade, após primeira guerra mundial, tem grande influência francesa, na art déco e no visual melindrosa, que toma conta da década. Os véus estilo cloche são muito similares aos dos anos 10. Estes são acompanhados de um acessório de cabeça no estilo melindrosa. Os saltos altos entre 5cm e 8cm se tornam febre e as joias art decó são a grande inspiração da época.

1920-vestido-de-casamento-ao-longo-das-decadas

Magpie wedding

Anos 1930

Devido à recessão econômica, muitas noivas não conseguiam ter um vestido de noiva, por isso, escolhiam o vestido mais bonito de seus armários para usar neste momento tão especial. Normalmente florido e com comprimento na panturrilha ou nos tornozelos mostrando os sapatos. As noivas que tinham uma condição financeira melhor compravam um vestido de noiva que pudesse ser tingido e aproveitado futuramente.

Os chapéus eram preferidos ao invés de véus. Rayon ou modal era o tecido utilizado na época por ser uma opção mais acessível do que a seda. A cintura continua mais baixa, mas agora estava um pouco mais alta do que a cintura dos anos 20. A linha da cintura começa a ser mais visível com modelos mais ajustados ao corpo. A moda era influenciada pelo cinema e pelo glamour elegante das atrizes hollywoodianas.

1930-vestido-de-casamento-ao-longo-do-tempo

Anita Page por Doctor macro

Anos 1940

A silhueta reflete o momento de restrição da guerra, mulheres usam saias curtas o suficiente para conseguirem andar de bicicleta, por exemplo. Nesta época, os casamentos eram feitos às pressas, normalmente organizado dias antes do noivo ir para a guerra. Tudo era muito prático e ao mesmo tempo mto racionado.

Muitas pessoas tinham que possuir cupons para comprar roupas, pois era um momento de racionamento e só era possível comprar roupas se a pessoa tivesse este cupom autorizado. Tecidos para móveis eram opções para tecidos de vestido de noiva devido à limitação financeira. A silhueta de ampulheta era valorizada através do uso de corsets e enchimentos nos quadris. Véus eram simples e normalmente fixos em um chapéu.

O casamento da rainha Elizabeth, em 1947, foi inspiração para muitas noiva na época. Em 1947, a segunda guerra mundial já tinha acabado e as noivas passam a desejar novamente um casamento de conto de fadas.

1940-vestido-de-noiva-rainha-elizabeth-tendencia-para-a-decada

Casamento Rainha Elizabeth, 1947 por Time

Anos 1950

Os tempos de guerra acabaram e o mercado de moda volta a prosperar. A silhueta desta década inclui saias fartas em camadas com corpetes mais ajustados e cintura marcada, assim como o New Look Dior. O New Look Dior foi um marco na história da moda, evidenciando as curvas da mulher, valorizando os seios e os quadris.

A renda volta a ser utilizada com maior frequência nos vestidos de noiva, sendo que vestidos de comprimento bailarina eram a tendência da época. O uso de luvas era comum, os véus curtos eram detalhados, acompanhados de bainhas com véus de gaiola. O decote coração era uma forte tendência. Popularizado por Elizabeth Taylor no filme o Pai da Noiva, ele ganhou o coração de muitas mulheres. Vestidos sem alças tornaram-se populares no período, muitas vezes acompanhados de boleros bordados ou com transparência.

A popularidade do Rock ‘n’ Roll e do Blues tiveram impacto significativo durante esta década. Portanto, as roupas eram desenvolvidas para dar mobilidade para dançar livremente e comemorar a vida.

O vestido da noiva da atriz americana Grace Kelly, em seu casamento com o Princípe Ranier III, em 1956, é reconhecido como um dos mais elegantes e lembrados vestidos de noiva desta década. Um vestido composto por um corpete em formato de coração com um bolero de gola alta e mangas longas rendadas. A saia ampla com cauda serve de inspiração até os dias de hoje. Ela utilizou um véu curto com detalhes bordados que cobriam até os cotovelos.

1950-elizabeth-taylor-filme-o-pai-da-noiva

Elizabeth Taylor

Anos 1960

Na década de 60, a linha da cintura sobe novamente e a silhueta império volta com tudo para a moda. Os decotes continuam discretos e altos o suficiente para não deixar os seios em evidência. Detalhamentos nos vestidos se tornam mais comuns, tais como detalhes florais com margaridas e detalhes metalizados. A década do espaço deixou tudo mais metalizado. Pierre Cardin estourou na moda com seus looks futuristas.

Nesta época, grupos como os hippies e os rockers têm sua própria influência fashion. Muitas noivas preferem se casar com vestidos alinhados ao seu novo modo de vestir. Casamentos da alta sociedade, como da Princesa Margareth em 1960, inspiram esta década. A tiara torna-se um acessório popular. Os véus tendem a ser curtos.

1960-vestido-de-noiva-estiloso-pierre-cardin-casamentos-decada-de-60

Vestido Pierre Cardin, 1964 por Insider

Anos 1970

A década de transição de estilos começa em 1960 e as influências continuam ao longo dos anos 70. A mistura entre visuais boêmios e tradicionais acontece até os anos 80. Uma década individualista, onde o foco em si é muito importante: não é necessário seguir a moda para se realizar.

O desenvolvimento de tecidos sintéticos prontamente adotado pela era do disco foi uma grande inovação na época. Os vestidos passam a ser desenvolvidos com base nos palpites da noiva, da mãe e do estilista.

Os estilos boêmios eram tendência absoluta. Vestidos de malha dupla se tornam bastante populares, mangas morcego e a silhueta império permanece. O corpete do vestido sempre recebe detalhamento na região do busto. Os vestidos tornam-se mais longos, com barrados arrastando no chão, babados crescem 30cm. Os decotes tendem a ser quadrados, assim como as golas altas. O casamento da princesa Anne com o Capitão Mark Phillips, em 1973, popularizou a gola alta. Detalhes retilíneos, mangas morcego.

Nos anos 70, o mercado de noivas se torna um segmento único, desmembrado do segmento de moda, com revistas especializadas, estilistas dedicados exclusivamente para vestidos de noiva e uma indústria em crescimento. Na verdade, sempre existiu a loja com roupas para noivas, mas o boom do mercado se deu nessa época, gerando o desenvolvimento de diversos modelos de vestido de noiva que entraram na moda para nunca mais sair.

1970-princesa-anne-vestido-de-casamento-real

Casamento da Princesa Anne por People

Anos 1980

Uma década dominada pela ostentação trouxe véus longos, babados, bordados rendados, ombreiras para enaltecer os ombros, além de mangas esvoaçantes e franzidas no pulso. Golas e decotes altos com influência do traje chinês eram chamados de decotes mandarin e também fazem parte da época. A cartela de cores dos vestidos de noiva passa a ter mais opções: marfim, creme champagne e rosa magnólia (rosa clarinho).

O casamento da princesa Diana marca o início de uma tendência de casamentos de contos de fadas. Um estilo que dominou uma década e seguiu influenciando o mercado de casamento por um bom tempo. O vestido possuía mangas bufantes e tinha mais de 700cm de comprimento. Foi o casamento do século, com cerca de 750 milhões de espectadores. Lady Di foi um dos maiores ícones da moda.

1980-vestido-de-noiva-lady-diana-vestido-que influenciou-uma-decada

Casamento Lady Di Wikpedia

Anos 1990

Os anos 90 possuem uma oposição ao exagero dos anos 80: a tendência minimalista entra em cena. Rendas e bordados eram raramente vistos e quando vistos eram empregados com moderação no vestido de noiva, realizando apenas um detalhamento pontual.

A silhueta do vestido desta década era mais ajustada ao corpo do que nos anos 80. A ideia de casar no exterior era algo novo e vestidos mais simples facilitavam os planos de mobilidade. Vestidos leves, soltos e facilmente dobráveis tornam-se preferência.

Coroas com flores e véus simplificados seguiam o estilo minimalista da década. Enquanto a década passada foi inspirada na realeza britânica, agora, a influência da vez era o glamour e o estilo clássico americano. Carolyn Bessette Kennedy, por exemplo, vestiu um simples vestido de seda em seu casamento com JFK Jr. O vestido foi assinado por Narciso Rodriguez.

Apesar desta oposição de tendências, muitas noivas não aderiram a este estilo mais simplificado, já que elas ainda tinham o sonho de se casar com um vestido de princesa, assim como a princesa Diana. Em 1994, Celine Dion foi contra a tendência minimalista e investiu em um belo e chamativo vestido de casamento, com saia volumosa, e bordados nas mangas e no corpete. Na cabeça, uma enorme coroa bordada na qual era encaixado um véu longo e volumoso.

1990-casamento-celine-dion-vestido-de-referencia-decada

Casamento Celine Dion Vogue

Anos 2000

O estilo boho-chic se torna uma das tendências fortes da década, com vestidos fluídos, detalhamentos florais e rendas delicadas, que deixam o visual da noiva mais leve, sem abrir mão do requinte. Os detalhes de rendas e bordados voltam a aparecer no corpete, na cintura, na saia do vestido e nos véus. O foco das noivas está nas tiaras, coroas ou coroas de flores. Os véus tornam-se optativos. As luvas sumiram da tendência.

Casais optam por realizar casamentos em locais abertos, em outras cidades e outros países. Por não estarem dentro da igreja, os vestidos sem alças tornam-se mais comuns. Vestidos tomara que caia e saias com encaixe ganham popularidade. A ideia de personalização no casamento se torna mais evidente.

2000-casamento-gwen-stefani-noiva-moderna-vestido-dior

Casamento Gwen Stefani por Dior

Anos 2010

As noivas dos anos 2010 são adeptas da silhueta ampulheta. A valorização do corpo feminino dá espaço para vestidos de noiva sereias, que marcam a silhueta e acabam com saias volumosas colocadas logo após os quadris. Vestidos de noiva ficam mais detalhados com texturas, bordados em cristais, miçangas e pérolas. Os véus são longos e com detalhes bordados.

Vestidos de noivas contemporâneos, com detalhes assimétricos e tecidos diferenciados também ganham espaço. O estilo assimétrico foi popularizado nas passarelas de moda ao redor do mundo e foi amplamente aderido por Michelle Obama.

O casamento real de Kate Middleton com príncipe William em 2011 popularizou novamente os véus de noiva presos na cabeça. Seu vestido era tradicional e muito sofisticado. Assinado por Sarah Burton, estilista da marca Alexander McQueen, o conceito do vestido era resgatar detalhes da época Vitoriana, como o corset, sem abrir mão da modernidade.

2010-tendeicia-vestido-de-noiva-realeza-kate-middleton

Casamento Kate Middleton, 2011 por Pinterest

Os vestidos de noiva evoluíram no tempo em função da moda, mas principalmente de acordo com a contextualização histórica. Assim, momentos de guerra levaram a modelos mais simplificados, enquanto momentos de fartura e ostentação levaram a vestidos com mais detalhamentos. Os casamentos reais também foram grandes influências em suas épocas.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

Compartilhe com um amigo